segunda-feira, maio 19, 2008

Coacção... tentativa e consumada, por LFV

O jornal SOL deu a notícia de Luis Filipe Vieira e seu campanga, perdão motorista, terem agredido uma pessoa em pleno Balcão da Caixa Geral de Depósitos. Aqui houve mais do que coacção... Foi mesmo consumada...

A coacção, em forma tentada, veio a seguir: parece que LFV deu-se ao trabalho de contactar pessoalmente todas as redacções a avisar para não publicarem a notícia... Neste caso, felizmente em algumas publicações não passou da tentativa... mas não teve o destaque que outros teriam, certamente!

3 comentários:

Por Asdrúbal Costa disse...

É curioso que não é a primeira vez que LFV este envolvido neste tipo de casos. Lembra-se do caso Moretto em que houve agressões no aeroporto por parte de um dos seu seguranças?

Pedro disse...

Claro que me lembro, o segurança é um parente do LFV...

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Para os mais distraídos, LFV tem impunidade total, pois caso contrário, face às escutas (NÃO CONSIDERADAS) em que escolhia árbitros, também estaria a ser investigado pelo MP, ou melhor, o marido da procuradora, funcionário de LFV, como recebe uns trocos daquele, dir-lhe-ia: "querida, deixa lá o moço, afinal é ele que paga o pão que ponho na mesa..."