terça-feira, setembro 30, 2008

O metro e a Avenida da Boavista

O Governo prepara-se para impedir a ideia de colocar o metro na Avenida da Boavista. Sempre considerei um "crime" pôr o metro à superfície na principal avenida da cidade (e destruir todas aquelas árvores que já trataram de deitar abaixo...), considerando preferível uma ligação à baixa através de Campo Alegre, servindo zonas com maior densidade populacional e a generalidade das universidades no Porto (Católica, Letras, Arquitectura, etc). Ler aqui, aqui, aqui, aqui, aqui ou aqui
Para a Avenida da Boavista, chegaria perfeitamente um eléctrico rápido, moderno e mais económico tal como já se vê, por exemplo, em algumas zonas de Lisboa. Nada de megalomanias.

A se confirmar esta solução, será engraçado ver o que se vai passar na ligação entre o Castelo do Queijo e a Praça Cidade S. Salvador... depois de se ter retirado os trilhos dos eléctricos e avançado com o propósito de se construir novo viaduto no local.

Dá para todos... ou talvez não!

Partidos pagam rendas simbólicas

As secções locais de três partidos políticos, PS, PSD e PCP, funcionam em espaços alugados à Câmara Municipal de Lisboa, à qual pagam rendas mensais de valor compreendido entre 4,55 euros e 75 euros.


É tão bom ser Capital do país... Logo a seguir a esta notícia aparece outra, mais relacionada com o comum dos mortais que teve a infelicidade de não ser jornalista, artista ou vigarista:

Prestação da casa sobe 37 €

Os efeitos da crise económica mundial vão fazer-se sentir no bolso das famílias portuguesas já a partir de amanhã. Com a Euribor a seis meses (o principal indexante utilizado no crédito à habitação), a bater novo máximo, ao fixar-se nos 5,315%, a mensalidade para um empréstimo de 100 mil euros pode subir quase 38 euros em relação à revisão dos juros de Abril.


Como se costuma dizer: O mexilhão é que se lixa...

Pactos de Silêncio

O JN que me perdoe mas vou copiar o artigo de opinião de Mário Crespo (via Blasfémias), sobre a pouca vergonha que se passa em Lisboa há mais de 20 anos:

Pactos de silêncio

No Outono de 1989 conduzi na RTP os debates entre os candidatos a Lisboa. O grande confronto foi PS/PSD. Duas candidaturas notáveis. Jorge Sampaio, secretário-geral, elevou a política autárquica em Portugal a um nível de importância sem precedentes ao declarar-se candidato quando os socialistas viviam um dos seus cíclicos períodos de lutas intestinas. O PSD escolheu Marcelo Rebelo de Sousa.

No debate da RTP confrontei-os com a fotocópia de documentos dos arquivos do executivo camarário do CDS de Nuno Abecassis. Um era o acordo entre os promotores de um enorme complexo habitacional na zona da Quinta do Lambert e a Câmara. Estipulava que a Câmara receberia como contrapartida pela cedência dos terrenos um dos prédios com os apartamentos completamento equipados. Era um edifício muito grande, seguramente vinte ou trinta apartamentos, numa zona que aos preços do mercado era (e é) valiosíssima. Outro documento tinha o rol das pessoas a quem a Câmara tinha entregue os apartamentos. Havia advogados, arquitectos, engenheiros, médicos, muitos políticos e jornalistas. Aqui aparecia o nome de personagem proeminente na altura que era chefe de redacção na RTP.

A lista discriminava os montantes irrisórios que pagavam pelo arrendamento dos apartamentos topo de gama na Quinta do Lambert. Confrontados com esta prova de ilicitude, os candidatos às autárquicas de 1989 prometeram, todos, pôr fim ao abuso. O desaparecido semanário Tal e Qual foi o único órgão de comunicação que deu seguimento à notícia. Identificou moradores, fotografou o prédio e referiu outras situações de cedência questionável de património camarário a indivíduos que não configuravam nenhum perfil de carência especial. E durante vinte anos não houve consequência desta denúncia pública.

O facto de haver jornalistas entre os beneficiários destas dádivas do poder político explica muito do apagamento da notícia nos órgãos de comunicação social, muitos deles na altura colonizados por pessoas cuja primeira credencial era um cartão de filiação partidária. Assim, o bodo aos ricos continuou pelas câmaras de Jorge Sampaio e de João Soares e, pelo que sabemos agora, pelas câmaras de outras forças partidárias. Quem tem estas casas gratuitas (é isso que elas são) é gente poderosa. Há assessores dispersos por várias forças políticas e a vários níveis do Estado, capazes de com uma palavra no momento certo construir ou destruir carreiras. Há jornalistas que com palavras adequadas favoreceram ou omitiram situações de gravidade porque isso era (é) parte da renda cobrada nos apartamentos da Quinta do Lambert e noutros lados. O silêncio foi quebrado agora que os media se multiplicaram e não é possível esconder por mais vinte anos a infâmia das sinecuras. Os prejuízos directos de décadas de venalidade política atingem muitos milhões.

Não se pode aceitar que esta comunidade de pedintes influentes se continue a acoitar no argumento de que habita as fracções de património público "legalmente". Em essência nada distingue os extorsionistas profissionais dos bairros sociais das Quintas da Fonte dos oportunistas políticos que de suplicância em suplicância chegaram às Quintas do Lambert. São a mesma gente. Só moram em quintas diferentes. Por esse país fora.

terça-feira, setembro 23, 2008

Os primeiros PC Magalhães

A propaganda deste governo continua. 12 (!) elementos do governo estiveram presentes na campanha de entrega dos primeiros computadores (como eles dizem, 100% português...).

Hoje já ficamos a saber algo mais:
O acesso à Internet a partir de casa é também uma das prioridades do Governo, adiantou Maria de Lurdes Rodrigues, acrescentando que várias autarquias já mostraram disponibilidade para "ajudar as famílias, sobretudo de baixos rendimentos", a suportar essa ligação.

"As autarquias vão apoiar as famílias no acesso à banda larga a partir de casa. O modelo será, sobretudo, o pré-pago, para os pais poderem controlar os downloads e o número de horas", disse a ministra.


A minha questão é: tendo eu já acesso à internet em casa, não se justificando ter um novo serviço de banda larga, terá a minha filha a possibilidade de ter um computador sem fazer algum tipo de contrato de fidelização com a operadora que vai "entregar" o computador? Parece-me difícil...

domingo, setembro 21, 2008

Sobre o Aeroporto Sá Carneiro e Linha de Alta Velocidade

Entrevista PÚBLICO/Rádio Nova a João Marrana, especialista em transportes
"Se o Porto perder low-cost para os aeroportos galegos perde uma vantagem comparativa enorme”

Boavista!

Excelente vitória do Boavista em Portimão. Grão a grão enche a galinha o papo e o Boavista já conta com duas vitórias em 3 jogos (dois deles fora do Bessa)! Está no grupo dos 2º classificados a um ponto do líder, o Desportivo das Aves.

No próximo domingo, o Boavista terá a oportunidade de defrontar o Desportivo das Aves no Estádio do Bessa. Espero estar lá a apoiar o clube!

quinta-feira, setembro 18, 2008

Se ainda havia dúvidas...

Esta 1ª jornada da Liga dos Campeões demonstrou que somente o FC Porto tem dimensão para participar na mais importante prova europeia de clubes. Todos os restantes, Sporting incluído, podem sempre aspirar por uma participação honrosa na Taça UEFA.

sábado, setembro 13, 2008

Afinal...

Ryanair nega ter abandonado intenção de criar base no Porto

Companhia aérea contesta manchete do "Jornal de Notícias" que referia que a low cost não vê como possível uma base a curto prazo.

A Ryanair desmente a manchete do "Jornal de Notícias" (JN) desta quinta-feira, segundo a qual a companhia aérea low cost teria "desistido" de criar uma base no Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

(via A Baixa do Porto)

quinta-feira, setembro 11, 2008

A notícia que se esperava

Ryanair desiste de base no Aeroporto Sá Carneiro

O Porto não vai ter, para já, uma base da Ryanair. A companhia aérea alega falta de condições no momento em que o mercado é muito competitivo para instalar essa estrutura do Aeroporto Sá Carneiro. Mas vai para Barcelona.

Fonte: JN

A bola do nosso (des)contentamento....

Este era o jogo que não podíamos perder. Em casa, contra um adversário directo, e numa altura que é importante para Queirós fazer esquecer Scolari.
Jogámos bem e bonito - algo que já não se via há muito - mas falhou (e muito) a defender. Como é possível tanta facilidade nos últimos 5 minutos? Naquela altura era aguentar a bola, somente 5 minutos!

PS: nesta altura tanto Scolari como o seu protegido Ricardo devem estar a rir a bandeiras despregadas.

terça-feira, setembro 09, 2008

Boa notícia

Rui Rio manterá Bessa como zona desportiva
GARANTIA DEIXADA A ÁLVARO BRAGA JÚNIOR

É isso que se espera do presidente da Câmara do Porto: garantir que não haverá alterações ao PDM de forma a evitar apetites dos patos bravos que infelizmente pululam por este país.

Situação contrária é a que se passa em Faro: o estádio vai ser comprado por 14 milhões de euros, para aí nascer uma
zona habitacional de 30 mil metros quadrados, um espaço de comércio, serviços, escritórios e lazer (5 mil metros quadrados) e estacionamento subterrâneo (27 mil)... UFF
É maneira do megalómano estádio do Algarve, perto de Loulé, ter maior uso.

Não se aprende com os erros...

Por que não mais uns metrinhos à frente? Assim, "a modos que", mesmo em cima do mar, em estacas?




Troia Resort

segunda-feira, setembro 08, 2008

Os cromos da Bola - 2

video

Red Bull Air Race

Para quem esteja interessado em ver fotos da prova do Porto da Red Bull Air Race, pode visualizar no Diário IOL, nesta galeria (fotos de Sara Marques), ou nesta (fotos dos leitores).



Desta vez, decidi não ir ver e aproveitei para passear sossegadamente pela Foz com a família. Uma opção sensata... :)

Os cromos da Bola - 1

Enquanto esperamos pelo próximo jogo da selecção, vamo-nos entretendo com os verdadeiros cromos da bola (não, não inclui o Rui Santos...)

video